• Frase da Semana :
  • -
  • Ao final, não esperem uma verdade absoluta, pois terei que infelizmente lhes informar que não há. - Amanda Lemos -

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Uma ressalva.





A morte  deve ser vazia, silenciosa, ócua.
Sei lá, mas estranha deve ser.

Fico imaginando se seria possível explicar o exato momento que uma pessoa fica  sabendo da morte de alguém,...
O susto que leva, ou melhor,...
Seria susto ? Seria um sentimento inexplicável.
Tem gente que acha que inexplicável se trata apenas do que é bom e colori nossas retinas, .. Será ?
Enganam-se.



Minha irmã pela manhã perdeu seus dois animais de estimação, o casal, juntos.

Um deslize fatal.

Um acidente.

Quem nunca se permitiu a sentir amor por um animal, seja cachorro, gato, tartaruga, passarinho.. o que for criar , não sabe de fato o verdadeiro significado de companheirismo,
Oras , o animal que for não espera que você seja rico, um Eike Batista, um George Clooney na beleza ou um mago da ciência... Ele estará lá por você como se sua vida  fosse baseada  nisso, .
Não há sensação mais sincera, e relação mais saudável.


Ela perdeu.


Chorou por uns longos minutos, um choro abafado, de me fazer, embora toda orgulhosa estivesse por fora, quase morrer por dentro, ... Doeu-me mais ainda a ver pedindo a minha mãe que trouxesse vida de volta aos bichinhos.

Não seria possível. Se foram, deixando um espaço vazio na casa e um silencio no coração da pequenina.

Ah, mas como é bom ver ainda que um amor tão puro a animais de estimação podem ainda serem vistos.

Confesso que nunca tive muito jeito para a coisa, nunca se quer me disseram que eu poderia ser uma ótima veterinária em um futuro próximo,... nada do tipo.

No entanto, me enche de calma e paz quando vejo que existem pessoas capazes de disponibilizar tanto amor para com eles e chorar na perda de um.


Lendo mais tarde algumas notícias, no mesmo dia, vi ainda que a televisão brasileira perdera um de seus maiores ícones, sua rainha nata e eterna:


Hebe Camargo.

Seus bordões incomparáveis, mais de 100, salvo o engano.

Sua presença de palco como nenhuma outra e um domínio do que faz como poucos.

É... O dia começa perdendo quem tinha muito a ensinar.

Um animal de estimação que nos ensina que amor de verdade não se compra ali na esquina ou é baseado nos trocados que temos no bolso, e uma experiência de vida e superação de um câncer que não vemos todos os dias.

Perdas.

Ninguém dita normas para saber como lidar com elas.

Embora saibamos que tudo que nasce um dia morre nunca estamos de fato preparados para perder alguém.

 Nem sempre esperamos por isso, nem sempre conseguimos aguentar tantas perdas.

É perda demais para, muitas vezes, recompensa de menos.

Mas imaginemos que se trata de um ciclo, não é verdade?
Não somos eternos, e talvez que bom mesmo que não sejamos.

Mas enfim, deixo uma ressalva neste tema, talvez escrevendo a dor se dissipe nessas palavras.

Tem gente até que diz em solidariedade que se pudesse para não ver uma mãe, amigo, irmão,.. o que for, sentir dor, se apoderava de um pedaço da lástima para si próprio,... Mal sabem eles que a dor pode ser tanta que o mero corpo só serve de armadura fraca.

A dor física não mata, porém, a do coração, dilacera.






* Texto escrito em 29/09/2012 .

6 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Estou a visitar alguns blogs, e tive o privilégio de encontrar o seu, vi na pagina inicial o que escreveu, e como gostei folheei mais algumas páginas e fiquei maravilhado pelo que vi e li.
Dou-lhe os parabéns, mas queria deixar um apelo continue assim dando sempre o melhor, boas mensagens, bons temas. Gosto de escrever, mas também gosto de ler bons temas, por isso é que parei aqui.
Meu nome é: António Batalha.
Sou um servo de Deus,e deixo aqui a minha bênção,que haja paz,amor na sua vida, muita saúde e felicidade.
PS. Se desejar seguir o meu humilde blog, Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir, se encontrar seu blog.

Just Me disse...

Gostei do seu blog!
Obrigado pela visita no meu!
www.coracaoqueama.blogspot.com
Face: Coração que não cansa de te amar

Beijos

Salete Cardozo Cochinsky disse...

Temas sempre em pauta para "nosotros" que somos mortais.
Está aqui uma tentativa de se imortalizar. ESCREVER.
Além disso, espantar nosso desapontamento, nossa dor ao perder alguém querido, sabendo que também nos perderemos nessa imensidão infinita.
Um abraço

vendedor de ilusão disse...

Olá Amanda, bom dia!
Após longa ausência, estou de volta para apreciar suas magníficas postagens.
Aproveitado pra deixar meus votos de uma ótima semana.
Beijo e apareças.

мє™ disse...

Olá! Vim agradecer e retribuir a sua visita no meu blog.
Sinta-se à vontade para voltar.
Eu gostei muito do seu blog, parabéns. Os textos são muito verdadeiros e autênticos.

Fica bem
Vou seguir o seu, segue o meu? Agradecia

Kire Amil... disse...

Parabéns... Gostei muito deste e de muitos dos seus textos...bjs

Nosso Livro Publicado !

Talvez também se interesse por.....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
















Aqui não se conta tudo, porque o tudo é um oco, é um nada. Se conta somente, e o somente não necessita de explicação.

Amanda Lemos