• Frase da Semana :
  • -
  • Ao final, não esperem uma verdade absoluta, pois terei que infelizmente lhes informar que não há. - Amanda Lemos -

sábado, 26 de março de 2011

Texto XX


Gosto muito do olhar, das suaves lentes de contato, dos cristais em ação, muito mais que uma função fisiológica. Um carregador indubitável de sentimentos. Um acalentador de almas, um retilíneo toque no coração. 


Se tentasse de forma vil sairia até umas rimas vans daqui. Não consigo. Egocêntrico demais.

Olho como quem olha, e não vê.

Não vê ? Do que adiantaria tal olhar então ?, indagado de tantas dúvidas não correspondidas, e sentimentos alheios ? .

Olho apenas, como quem fosse lhe expressar seu rosto em uma moldura posta em um cavalete à um tom meio azulado e com esferas brancas. Mas ao invés de tintas, uso as inexoráveis e eloqüentes palavras, letras, pontos, parênteses, circunflexos, reticências.
As reticências sim, a elas eu me permito.

Um sorriso me surge agora no rosto, meio desengonçado e torto até, como quem risse ao ver uma peça infantil , como quem tivesse tomado a primeira chuva depois de séculos, como quem se deliciara ao se permitir a um sorvete de vez em quando, como quem.... Se olha, olha, tira foto com olhares, admira, deseja, subentende, acha sublime, inverte, e olha novamente.

Às vezes, o olhar substitui textos longos de mais de 40 linhas, ou versos com rimas frenéticas, e nem por isso um olhar apenas diz menos, tampouco deixa de ter intensidade. 

Embora, olhar nem sempre diga tudo, se diz o que lhe é cabível e acolhedor dizer. Diz o que os lábios não conseguem expressar e o que as nossas mãos não conseguem datilografar. 

Perguntam-me , e os cegos Amanda ? Lhe permitem ter a mesma intensidade ? 
Lhe permitem mais, pois vejamos, se este te limita em um olhar, ele lhe encoraja em outros sentidos que jamais outro ser humano usar-se-ia melhor. 
Graças a Deus, nós, pobres seres, temos essa capacidade adaptativa. Se não lhe cabe à um, se melhora em outro. E vice- versa.

Sou leiga e pouco instrutiva no assunto, não me dou o direito de prolongar estas discussões .
Esforço-me ao datilografar estas palavras, difíceis, elegantes, meio controvérsias até.
Confesso, acho que estou perdendo um pouco a prática. 
Seja como for, me despeço, e necessito urgentemente de uma inspiração acalentadora e confortável. 
E como quem deixa um suspense e intriga no ar, eu novamente me permito à um Adeus Breve.

Texto de Amanda Lemos

30 comentários:

Mayra Vaz disse...

Olá! Gostei bastante do blog, super inspirador!!
Já estou te seguindo!
Bjos!

www.algodaocompoa.blogspot.com
@algodaocompoa

Fred Caju disse...

Bem legal o texto da Amanda.

Bruno JP Teixeira disse...

OBRIGADO PELA VISITA E PELO COMENT LÁ NO MEU BLOG.
GOSTEI MUITO DO SEU BLOG E JÁ SOU UM SEGUIDOR.

ABRÇS
Bruno JP Teixeira - O Portuga
Blog: http://brunojpteixeira.blogspot.com

☆Anjo☆ disse...

Oi Amanda! O olhar! Ótimo tema!!! O olhar realmente pode dizer muitas coisas que mil palavras de repente não expressariam bem! Passando pra desejar uma ótima noite de sábado! Beijinhos bye

Belos e Malvados disse...

Oi Amanda. Linkei você lá no Belos. Um abraço.

Amanda Lemos disse...

Muito Obrigada pelos elogios de todos vocês !
Fiquei muito feliz,

lia disse...

Ola Amanda vim retribuir e agradecer a visita ,seu blog tbm e bem interessante , parabens e sucesso,desde ja seguindo
convido a p/conhecer meus outros blogs.
beijos
by Lia

Malu disse...

Oi , Amanda

Gostei de seu texto e blog.
Obrigada pela visita , volte sempre , ...
será muito bem-vinda !


Bjo e um Dia Feliz !

Naty Figueirêdo disse...

Oi Querida!!

Retribuindo a visitinha e claro seguindooo!! Adorei aqui também, o texto é ótimooo!!

Bjão..
natyfigueiredo.com

Paulo Roberto - Parofes disse...

Seguindo seu blog. É sempre bom dar para receber. Siga o meu também!
Abraços

Paulo

Paulo Sempre disse...

" (...) Enquanto houver perguntas e não houver respostas ... continuarei a escrever, pois se há o direito ao grito, EU GRITAREI."

Obrigado pela visita.

O "grito" que alimenta o seu blogue catapulta-nos para realidades que teimam a ficar à margem dos poderes políticos. O que olham a realidade com um olhar "ceguinho" de choro, falta-lhes um "ombro" amigo para , assim, poderem chorar maias à vontade.
Gritar num quotidiano depojado de certos valores é como gritar no deserto. Ainda assim, o grito colectivo poderá alertar asa aves e estas divulgarem a mensagem aflitiva dos inocentes.
Hei-de voltar aqui para que o meu "grito" possa dar corpo aos restantes gritos...
Beijo

Paulo

Amanda Lemos disse...

A recíproca é verdadeira, Paulo.

Ana Souto disse...

Seu blog é muito bonito !!
retribuindo a visita ...
volte sempre
aninhasouto.blogspot.com

Jonatas disse...

muito bom o seu blog, eu já estou seguindo.
segue o meu:
http://macabunatelinha.blogspot.com/

Débora Ataide. disse...

Dei uma olhada no blog,achei fantastico. Você escreve muito bem.

Renato Hemesath disse...

Oi Amanda!

Que belo o que foi escrito.
é curioso pensar que a escrita é sempre uma ação libertadora, em suas mais sutis expressões.

Obrigado pela visita ao Cine Freud. Seja sempre bem vinda! Beijos

Brenda Santos disse...

Olá obrigada por visitar meu blog, estou seguindo e adorando...

Beijos
http://tudodmenina.blogspot.com

. disse...

Oie obrigada pela visita e pelo comentário (: ameei seu blog, seguindo *-*

Aluska disse...

Amanda, você escreve divinamente bem. Como foi que você achou meu blog? To seguindo, segue la também. beijos

Inercya disse...

Super gostei do teu texto. :)
e achei seu blog muito fofo! *-*
obrigada pela tua visita lá no meu. sempre que quiser, pode passar por lá.
:*

Amanda Lemos disse...

Muito obrigada à todos pelos elogios e as visitas carinhosas!
Fiquei muito honrada :)

*Aluska, tive a oportunidade de conferir seu Blog quando estava olhando os seguidores do blog de um amigo meu,e pude ler e apreciar seus textos a partir daí.
Mais um vez, muito obrigada !

Débora Ferrol disse...

"Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação" -Antoine De Saint Exupery

Adoro olhares!
Muito bom o post!

beijinhos

Dreisse Drielle disse...

*-* muito obrigada pela sua visita no blog.
Aliás, seu blog é muito lindo e você é mega criativa. Parabéns. :D
Bj

Roberto Borati disse...

obrigado pela visita e palavras elogiosas no comentário!

volte sempre.

beijos.

O SEGREDO DOS ESCRITORES disse...

olá muito prazer...estava perdido na blogosfera então encontrei esse blogger show de bola...estou te seguindo...me siga também?...abraços!

geaneaguiar disse...

Gostei bastante da sua reflexão e da energia do texto. Continue com essa confiança.

Beijos.

Jéssica Lainne disse...

Eu sempre acreditei que os olhos são a sensibilidade do corpo inteiro, a bagagem, como dizem outros por aí: "a janela da alma". Gostei muito e já estou seguindo. Estou no inicio do meu blog, caso queira dar uma olhada lá agradeço
http://silencioqgrita.blogspot.com/
bj

_. Mαlditαs músicαs de αmor disse...

oi tudo bom ?
adorei o blog , segui você tem como me seguir tbm ?
beijos ;*

Anônimo disse...

Olá Amanda,a dorei o poema, uma delícia de se ler, rs parabéns! Você visitou o meu blog a um tempo atrás, mas como estava desativada, não pude retribuir a visita e o seu comentário, enfim, agora voltei, se puder dê uma passadinha no meu, pois sempre que puder estarei aqui! beijos!www.ealemdomais.blogspot.com

Carol Naiara e Ju Dantas disse...

Confesso, acho que estou perdendo um pouco a prática.
Seja como for, me despeço, e necessito urgentemente de uma inspiração acalentadora e confortável.²
aamei aqui , vou vir sempre S2
beijos

Nosso Livro Publicado !

Talvez também se interesse por.....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
















Aqui não se conta tudo, porque o tudo é um oco, é um nada. Se conta somente, e o somente não necessita de explicação.

Amanda Lemos