• Frase da Semana :
  • -
  • Ao final, não esperem uma verdade absoluta, pois terei que infelizmente lhes informar que não há. - Amanda Lemos -

sábado, 25 de junho de 2011

Sentir, sentir-se bem.



Eu não sei explicar, leitores. Apenas sinto, o que não deveria sentir ou se quer pensar em um dia em senti-lo.
E admito, pouco sei transpor o que passei a sentir neste papel amassado que acabei por achar na gaveta da cômoda velha do quarto.


A fase é boa, não nego. Acho que chega a ser passageira, por isso o medo de que os momentos bons passem como um filme de curta metragem , e acreditem estou muito exigente ultimamente para me contentar com apenas o bom, ou se quer apenas uma fase.
Quero o eterno eufórico, seria possível ? 
Afinal, não sei bem ao certo se o para sempre sempre acaba mesmo, questiono-me.


O coração pesa tanto que fica até difícil de se carregar, a consciência tortura e o medo de um futuro incerto predomina.


Às vezes, fecho os olhos na tentativa de sentir o vento passando, a água molhando os pés, o cabelo se esparramando pela brisa, e a saudade batendo apertada no peito, pois, não é para menos que dizem que o  essencial é invisível aos olhos,
 Há de senti-los.



SENTIR.


Verbo impossível e longe de uma definição.
 Sentir é eufórico,
é como estar em êxtase puro e há de se escrever para diminuir a ânsia e febre de sentir.
Sinto tanto que chego a ter pena de mim mesmo quando “estes sentimentos” derem por um fim,  quando o oco predominar e a consciência pesar, novamente.
Será doloroso, pungente.


Por isso acho eufemismo, hipérbole, neologismo,pleonasmo, metonímia, ..; Todas as figuras de estilo que conseguir transpor em pensamento neste instante.
Acho redundante até escrever sobre a “tal febre de sentir”
Como pegar um guardanapo no bar e começar escrever devaneios loucos só para passar o tempo excruciante que se recusa a caminhar em horas, minutos e segundos normalmente.
Retirar toda monotonia do espaço e do coração, naquele momento.



É viver para crer e prover, tudo no seu devido tempo, é óbvio.


E por ser tão óbvio se torna difícil, incompreensível, sem graça, começando errado para nunca chegar a dar certo, fracasso de pensamento.
Detesto o óbvio, por sinal.
Cheguei no clímax.


Subtenda-se. 
E nem se permita a tentar transpor sentimentos em crases, interrogações, palavras soltas a mero acaso, acentos circunflexos, seja o que for que limite as artérias da imaginação.


Admita para si mesmo, há muitos livros de auto-ajuda na estante da sala não é verdade ?
Pergunto à vocês agora, eles lhe “ensinam” a sentir ?


Não caríssimos, infelizmente chego a uma amarga e complexa conclusão, 
sentimentos não são hereditários, não são ensinados, não são aprendidos, ou sequer são transpostos, ...Fáceis seriam se fossem, mas não são.


Hesito.


Largue essa definição forjada do que é fácil ou difícil. 
Nada é o que aparenta ser, e sim, se todos lhe disserem que há o fácil e o difícil esperando uma escolha sua diga que toda unanimidade é burra e que ser fácil ou difícil é mero estereótipo criado por uma mente nada sã e nada sadia, apenas para tornar prática a vida do ser humano e lhe atormentá-lo com escolhas a serem feitas.

E como sentimentos estão muito longe ainda de uma definição, pratique a vivência, sim, permita-se a vive-los.
Arrume o coração e sempre deixe espaço para mais um sentimento bom entrar pela janela, 
 Lhe fazendo bem , para que lhe abra o sorriso todas a as manhãs , que dilua toda angústia e tome o lugar de toda decepção, 
E nunca se esqueçam, todo sentimento bom e que faz bem lhe apresenta uma nova amiga:
Prazer, a esperança.

Aquela recorrida nos tempos amargos e difíceis, quando tudo perde o sentido e a sorte parece ter abandonado o barco.., a velha e simpática esperança, que quando se dá por seu fim começamos a morrer lentamente, estagnamos.
Nunca a perca de vista.

Permita-se a sentir, vivenciar, colocar em prática.
Sinta como se não devesse sentir, como não houvesse obrigação de senti-lo.
Sinta como quem nada sem saber se a água é de fato fria, mas “pula de cabeça” nela.
Sinta como quem sente por não saber o que vem por amanhã, mas está satisfeito só por haver um.
Alie-se à esperança e siga de mãos dadas com ela.
Empregue o imperativo.

E sinta como quem sente tão livremente para só se sentir bem.




Texto de Amanda Lemos




37 comentários:

Genny Xavier disse...

Amanda,

O "sentir" está além da compreensão e das plausíveis explicações... Sentir dispensa qualquer entendimento objetivo, teórico ou cognitivo...
Desse jeito, Alberto Caeiro, o meu heterônimo preferido de Pessoa, defendia sua prática: Não explicar nada, apenas sentir...e sentir as coisas...
Parabéns por este espaço interessante de ideias.
Beijos,
Genny

P.S. Grata pela sua visita e comentário em meu "Baú de Guardados"...volte sempre.

helio.rocca disse...

Creio que a vida seja assim mesmo, um eterno sentir, experimentar. Não podemos apenas esquecer de respeitar o espaço do próximo. Belo texto, e aguardo sua visita.
heliorocca.blogspot.com

Desnuda disse...

Amanda,


Um ótimo texto querida. Eu não leio livros de auto ajuda....Mas sentimentos são humanos e o coração nem sempre obedece a razão. Como disse a amiga Genny...!


Beijos com carinho e bom domingo!

Rosamaria disse...

Lindo teu texto, Amanda!
Obrigada pela visita, volte sempre.
Bjim.

cristinasiqueira disse...

Oi Amanda,

Sente e se deixa ir pelos Montes Claros e muito além deles...gostei do blog,da clareza,do texto.Bacana mesmo.
E obrigada pela visita.


Cris

Rafael Castellar das Neves disse...

Muito bom!! Excelente descrição...realmente um texto vivo, a ser sentido!!

[]sss

Jorge Sader Filho disse...

Venho agradecer a postagem, e encontro um blog sólido, organizado e rico. Não posso fugir ao comentário.
Suas idéias são bastante claras e você teve coragem em desnudá-las.
Descubro também que você é uma linda mulher, Amanda!

Carinho,
Jorge

Fernanda Rodrigues (Fê_Notável) disse...

Oi Amanda!!! :)

Em primeiro lugar, obrigada pela visita ao Algumas Observações!!! Fiquei feliz pelo comentário e desde já lhe convido para voltar mais vezes!!!

Adorei o seu blog!!! (Aliás, te linkei lá no meu!)
Temos muitas coisas em comum! (Também nasci em setembro, tbm sou de virgem, também escrevo poemas...)

Quanto à postagem: sentir, hesitar, se permitir... acho que estou aprendendo a viver tudo isso!!! :)

Parabéns! :*

tossan® disse...

Que belo texto! Excelente leitura. Obrigado. Abraços

LarissaB. disse...

Tão.. profundo!
adorei (:

beijos!

Silvana Nunes .'. disse...

A vida é assim mesmo, pelo menos comigo sinto que viver é experimentar. Se não for assim o que vamos contar, não é verdade?
Obrigada pela visita no FOI DESSE JEITO QUE EU PUVI DIZER, gosto de contar histórias, de pesquisar e colocar esse material para pesquisa. Tenho mais dois espaços, o MEU CADERNO DE POESIAS ( http://www.blogdasilnunes.blogspot.com ) e A COLECIONADORA DE SILÊNCIOS.
Gostei muito do seu espaço, parabéns. Não desista nunca.
Beijo grande.

Antonio José Rodrigues disse...

"Diga o que você pensa com esperança.
Pense no que você faz com fé.
Faça o que você deve fazer com amor!"
Ana Carolina

Obrigado, Amanda, pela visita. Beijos

Bixudipé disse...

Excelente texto de Amanda Lemos!
Ótima postagem! Curti bastante.

Adorei o seu blog: "não sei bem ao certo se o para sempre sempre acaba mesmo, questiono-me"

Abração.

Jerlley disse...

Muito bom texto, moça de MG.

Visite(siga) antimateriadonada.blogspot.com

Álvaro Lins disse...

Visita de cortesia..., mas que se vai tornar assídua! gostei do que li!
Abraço

Claudinha ੴ disse...

Vejo muita alma aqui. O sentir é algo especial e o ato de expressá-lo é sublime! Um beijo!

Grafin disse...

Olá querida,
Achei teu blog um tanto quanto interessante e decidi por seguí-lo.
A propósito... O que seria do mundo e de todas as vidas que este abriga senão um turbilhão insano de tantos "sentir" ?
Pense a respeito!
Até breve, pois com toda certeza tornarei a visitá-la.

G.

мαясєllα Ϟ disse...

profundo! gostei do texto =)
to seguindo o blog!
Beijos*
http://www.marcellagiroldo.com

Guilherme disse...

Sentir é sempre bem vindo. Sentir é convite da Alma soprada pro coração, pra cabeça e pro corpo inteiro. Sentir é como nuvem no céu de dentro. Tem como não querer que a nuvem venha? Pode você escolher qual nuvem deixar vir?

Deixe ver.. deixa chover.. deixa sentir..

darocha disse...

Sentir: Uma das sensações melhores que nós mortais podemos ter,então podemos: sentir paladar,sentir frio e calor, sentir calafrios e amores, sentir prazeres únicos e maralhavilhos, Deus com sua graça nos abençou com esta dádiva de sentir, sentir a satisfação de fazer novos amigos...

Abraços Amando.

:(darocha-passatempo.blogspot.com)

Michele P. disse...

Amanda

Sentir sempre foi para mim o fermento da vida. Entregar-se, sem se preocupar com o caminho ou o fim me parece essencial, assim como é respirar. Há um preço a se pagar por isso, às vezes abre feridas, mas vive-se mais intensamente, pode apostar.

Um abraço e boa semana!

HAMILTON BRITO... disse...

Agradeço sua visita e atendendo o seu convite para visitar o seu blog digo que parabenizo-a pela forma e pelo conteúdo. Lindo mesmo.
Sugiro que visite o site aracatubaeregiao.com.br e veja como participar dele. Acho que vai gostar.Sugiro ainda que visite ritalavoyer.blogspot.com.O Jorge Sader Filho, lá em cima, visita e ele sabe das coisas.
abração e felicidade

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Olá

Sentir
é ler
o mundo
com os
olhos
do coração.

Vida plena em teus dias.

Simples de coração disse...

Menina...seu blog é lindo! Muito grato pela visita e comentário!! :D Apareça...rs. E, de fato, a internet às vezes nos surpreende. Veja você!! Veja você...

=D

Beatriz Nascimento disse...

Seu texto me tocou de uma forma que não consigo explicar... agradeço por escrevê-lo... MTO BOM!!!

Abraços

Moisés disse...

Fiquei contente que tenha visitado meu blog. Estou retribuindo. Seja feliz, menina bonita. Abraço. Moisés.

♥ Luciana Mira ♥ disse...

Tâo lindas as suas palavras!

O que Cintila em Mim disse...

Quantos sentimentos transbordantes...

Julliany kotona disse...

Jamais desista de si mesmo.
Jamais desista das pessoas que você ama.
Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um obstáculo imperdível,
ainda que se apresentem dezenas de fatores a demonstrarem o contrário. Acredite sempre em você,pois todos nós somos capazes,temos uma força dentro de nós que as vezes nem sabemos é só procurarmos,nunca desista dos teus sonhos ei você tem um gigantesco potência acredite sempre em você, Deixo a ti esta mensagem de coração você é muito especial para mim e pro meu cantinho! bjos tenha uma linda sexta feira!

Karla Thayse disse...

Encantadíssima!

Leo disse...

Sinta até o fim, seja bom ou ruim, a vida da voltas e tudo passa.

Beijo.

heretico disse...

gostei muito do texto - temos uma senhora escritora!...

beijo

Sil disse...

Oi, Amanda!
Boa semana...criativa e harmônica!
Beijuus

FÊNIX CRUZ disse...

Grande futuro Amanda! Você escreve muito bem! Adorei o seu cantinho. Quis clicar no seu 1+, mas como não funcionou cliquei no Ótimo. Tudo por aqui é muito legal.

O ENGENHOLITERARTE irá segui-la com muito prazer. Aguardamos você em nossa vida...

Beijos!

CORAÇÃO QUE PULSA disse...

"Alie-se à esperança e siga de mãos dadas com ela."
Obrigada por me visitar...volte sempre.
Beijos...
FICA COM DEUS.

Jacy disse...

Muitoo Lindoo
Me Apaixonei Por Aqui

fernando disse...

muito bom mesmo minha irmã em cristo,já pensou em escrever um livro?penso e deixo pensar,paz.
estou seguindo seu blog

Nosso Livro Publicado !

Talvez também se interesse por.....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
















Aqui não se conta tudo, porque o tudo é um oco, é um nada. Se conta somente, e o somente não necessita de explicação.

Amanda Lemos